Inicial > Nosso Planeta > Estratégias de Marketing na Era da Inclusão Digital

Estratégias de Marketing na Era da Inclusão Digital

Tem-se observado grandes transformações na sociedade em decorrência da globalização e da rápida evolução tecnológica, o que impacta o consumidor que deixou de ser apenas um espectador para assumir um papel de protagonista da história. Sabe-se que cada vez mais ele interage com as marcas e as empresas, participando do processo de criação e lançamento de produtos, como no exemplo do novo Fiat Mio, podendo influenciar seu sucesso.

Essa interação gerada pela internet, principalmente pelas das redes sociais, é a grande responsável por esse movimento. Porém, não se pode esquecer que, para parte da população, tudo é ainda muito novo. No Brasil, a venda de computadores teve um crescimento espantoso: somente em 2008, somou mais de 12 milhões de equipamentos e estima-se que a metade foi destinada às classes de baixa renda, ou seja, um público que busca soluções mais simples, o que exige da indústria e do varejo uma readaptação, tanto em produtos, como serviços, para facilitar seu acesso.

Uma das conseqüências dessa inclusão tem sido o crescimento significativo do e-commerce, que deverá totalizar mais de R$ 10,5 bilhões em 2009, crescimento de 25% sobre 2008, sendo esse um período de crise econômica mundial! Não se pode esquecer o acesso aos celulares, hoje com uma base aproximada de 165 milhões de aparelhos, praticamente 80% pré-pagos e cuja evolução está longe do fim, tendo em vista a troca freqüente por novos modelos.

Isso demonstra claramente as mudanças no perfil de quem navega, bem como dos e-consumidores. Com isso, o que se percebe é que muitas pessoas já habituadas a esse universo têm certa rejeição aos novos entrantes, como pude observar num e-mail recebido recentemente, que tratava do “mau uso” do twitter, com críticas àqueles que o utilizam como se fosse outras redes sociais, como o Orkut, por exemplo. Essas manifestações contrárias continuarão ocorrendo, pois esse processo é irreversível, ou seja, a entrada de novas classes na web é um fato.

Há também os micros e pequenos empresários que estão começando a utilizar, cada vez mais, as diferentes ferramentas da internet para gerar novos negócios, sendo esse um público que precisa de apoio, visto que não apresentam familiaridade com termos técnicos, além de terem que se dividir em dezenas de atividades para manter suas empresas.

Esses dois públicos, diferentes entre si, mas com necessidades similares, exigirão novas posturas de quem navega há tempos, para que o mundo dos negócios na web continue em franco crescimento. Fica aqui o alerta…

* Sandra Turchi é Superintendente de Marketing da Acsp – Associação Comercial de São Paulo e Coordenadora do curso de Estratégias de Marketing Digital da ESPM. Contatos via blog: www.sandraturchi.com.br

Anúncios
Categorias:Nosso Planeta
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: